Protegido: Elogie do jeito Certo

26/08/2013

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Importância do ELOGIO

19/08/2009

Assim como as frases mágicas “Por favor”, “Com licença”, “Obrigado(a)” e “Desculpe-me” têm o dom de transformar nosso dia devido à entonação, vibração e otimismo. Um elogio, quando dito com carinho e verdade, tem o poder de recarregar nossas energias. Elogios nada mais são do que percepção, incentivo, observação positiva e otimista para que o elogiado mantenha um padrão qualitativo, tanto no lado pessoal quanto no serviço prestado ou no produto oferecido. O elogio, quando sincero e dito com discrição, fortalece a amizade e a auto-estima do elogiado.

Elogie as pessoas a sua volta com freqüência … Um pequeno gesto valorizando grandes esforços!!

Renomados terapeutas que trabalham com famílias, divulgaram uma recente pesquisa onde nota-se que os membros das famílias brasileiras estão cada vez mais frios, mais distantes, não existe mais carinho, não valorizam mais as qualidades, só se ouvem críticas.

As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos dos outros. Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.

A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias de média e alta renda.

Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos se elogiando, sendo amigos. Só vemos pessoas fúteis valorizando artistas, cantores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por conseqüência são pessoas que tem a obrigação de cuidar do corpo, do rosto.

Essa ausência de elogio tem afetado muito as famílias.

A falta de diálogo em seus lares, o excesso de orgulho impede que as pessoas digam o que sentem e levam essa carência para dentro dos consultórios. Acabam com seus casamentos, acabam procurando em outras pessoas o que não conseguem dentro de casa.

Vamos começar a valorizar nossas famílias, amigos, alunos, subordinados.

Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza de nossos parceiros ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos.

Vamos observar o que as pessoas gostam.

O bom profissional gosta de ser reconhecido, o bom filho gosta de ser reconhecido, o bom pai ou a boa mãe gostam de ser reconhecidos, o bom amigo quer se sentir querido, a boa dona de casa valorizada, a mulher que se cuida, o homem que se cuida, enfim vivemos numa sociedade em que um precisa do outro.

É impossível um homem viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa.

Quantas pessoas você poderá fazer feliz hoje elogiando de alguma forma?

Comece agora!


Como iniciar a educação financeira para crianças?

17/07/2009

Por Reinaldo Domingos – DiSOP Instituto de Educação Financeirar

Educação Financeira das crianças deve começar desde cedo. Assim, além da escola, os pais possuem um papel fundamental nesse processo. Um artifício para inserir os filhos no mundo da educação financeira são as mesadas. Contudo, cuidados devem ser tomados para que esse artifício realmente atinja sua finalidade.

Mas, antes de iniciar esse processo, é necessário iniciá-las no contato com o dinheiro, para isso a partir dos dois anos, quando a criança começa a demonstrar desejos próprios, já é o momento de iniciar a educação financeira, mostrando o processo de troca do dinheiro por produtos.

Também é interessante explicar para seu filho, por meio de conversas, jogos e brincadeiras que nem tudo que ele quer ou assiste na TV é para comprar, estimule-o a refletir e pensar sobre como utilizar dinheiro.

Depois dessa introdução, já é hora de pensar nas mesadas. O primeiro passo, é definir qual a finalidade que essa ação terá, ou seja, qual o limite de dinheiro que essa criança irá administrar. E isso varia, desde o dinheiro para a compra de doces, revistas e figurinhas, até os jovens que já estão mais avançados na forma de cuidar das finanças e, assim, assumem maiores responsabilidade, que pode até mesmo ser o pagamento da escola e cursos que realizam. Continue lendo »


Mais sobre Reforma Ortográfica…

16/07/2009

RT


G1 responde a dez perguntas sobre o novo Enem

01/07/2009

Conheça detalhes da proposta de unificação dos vestibulares com o Enem.

Qual será o novo modelo da prova?

  1. Serão 180 questões de múltipla escolha e uma redação. As provas serão aplicadas em dois dias. Entre as áreas abordadas estão linguagens (45 testes e redação), ciências humanas (45 testes), ciências da natureza (45 testes) e matemática (45 testes).
  2. Qual será o conteúdo cobrado na prova? O Ministério da Educação (MEC) já divulgou as matrizes de habilidades que serão cobradas no novo Enem. Essas matrizes definem as competências do candidato que se espera que a prova avalie.
  3. Quando o novo exame será aplicado? Quando saem os resultados? O calendário para a realização da prova é 3 e 4 de outubro deste ano. O desempenho dos candidatos na parte objetiva (testes) será divulgado em 4 de dezembro e, o resultado final, incluindo a redação, sai em 8 de janeiro de 2010. 
  4. Como será a inscrição para o novo Enem? O processo de inscrição será exclusivamente pela internet a partir de 15 de junho. Segundo o MEC, a taxa de inscrição para alunos da rede particular é de R$ 35. Estudantes da rede pública ou bolsistas em escola particular estarão isentos da taxa.
  5. A Fuvest e a Unicamp seguirão adotando o Enem como bônus? A nota do Enem continuará sendo usada na nota da primeira fase da Fuvest e poderá representar até 20% do total da nota da primeira fase. Já a Unicamp estuda não considerar a nota do Enem em seu vestibular deste ano.
  6. Conforme proposta do MEC, quais universidades federais adotarão o novo Enem como vestibular? Cabe aos conselhos universitários de cada federal definir se adotam ou não o Enem e, no caso da adoção, quando e como a prova seria aplicada. Cada universidade tem autonomia para decidir. Confira a posição das universidades.
  7. Como seria aplicado o novo Enem pelas universidades federais? Os reitores das universidades federais e o ministro da Educação definiram quatro formas de adesão das instituições ao novo Enem. Há quatro possibilidades: o Enem como fase única; como primeira fase; como fase única para as vagas ociosas, após o vestibular; ou combinado ao atual vestibular da instituição. Neste último caso, a universidade definirá o percentual da nota do Enem a ser utilizado para a construção de uma média junto com a nota da prova do vestibular.
  8. O Sistema de Seleção Unificada, proposto pelo MEC, admite a escolha de quantas opções? O vestibulando pode escolher cinco cursos em até cinco instituições de ensino no Sistema de Seleção Unificada, na internet.
  9. Após o Enem, o vestibulando pode mudar as opções? Como? Após receber o resultado da prova, o vestibulando poderá listar até cinco cursos nas universidades de sua preferência (escolha também limitada a cinco). Atualizada diariamente, a nota de corte dos cursos será determinada pela concorrência entre os alunos. Ou seja, se mais alunos com notas altas concorrerem a um determinado curso, a nota de corte será mais alta. No Sistema de Seleção Unificada, disponível na internet, o vestibulando poderá visualizar a nota do último candidato selecionado e comparar com a sua. Desse modo, poderá mudar suas opções quantas vezes quiser até o encerramento do prazo de inscrição. Se o aluno perceber que o curso escolhido como a primeira opção está com a nota de corte superior à sua avaliação no Enem, pode escolher as demais opções da sua lista inicial ou modificar a primeira lista escolhendo novos cursos e novas instituições.
  10. Como se dará a seleção dos candidatos? E se houver empate? Os vestibulandos serão selecionados em apenas uma das opções de curso conforme a nota do novo Enem, a ordem das opções escolhidas na inscrição e o limite de vagas disponíveis. No caso de notas idênticas, o desempate seguirá a seguinte ordem de critérios: maior nota na prova de linguagens, maior nota na prova de matemática e maior idade do candidato.

Exame será aplicado nos dias 3 e 4 de outubro.

Do G1, em São Paulo:http://g1.globo.com/Noticias/Vestibular/0,,MUL1089718-5604,00-TIRADUVIDAS+G+RESPONDE+A+DEZ+PERGUNTAS+SOBRE+O+NOVO+ENEM.html


Brincadeiras marcam a Semana Nacional

24/06/2009

AABB

Participantes fazem parte do Programa AABB Comunidade de complementação escolar, realizado pela Fundação Banco do Brasil e parceiros

BRASILIA (ABN NEWS) – Nesta terça-feira, 23 de junho, Brasília-DF recebe 250 crianças e adolescentes da cidade e de Cristalina-GO para comemorar a Semana Nacional AABB Comunidade. O evento acontece na sede da AABB, de 9h às 16h.

O AABB Comunidade é um programa de complementação escolar desenvolvido pela Fundação Banco do Brasil em parceria com a Federação das AABBs – Fenabb e apoiadores locais. Fundamentado no Estatuto da Criança e do Adolescente, o programa atende estudantes da rede pública de ensino no turno contrário às aulas regulares.

Na programação – apresentações artísticas, roda de capoeira, exposição de telas , além de acesso liberado ao salão de esportes e parque aquático do clube. O evento tem como objetivo dar visibilidade ao programa, bem como demonstrar seus resultados aos convidados, autoridades, educadores e auxiliares, funcionários do Banco do Brasil, profissionais que atuam na busca da concretização dos direitos de crianças e adolescentes.

Continue lendo »


Enem – Nós podemos Ajudar.

23/06/2009

enem-2009

O enem é uma das provas mais complexas de todas, isso porque ele é bastante disputado, principalmente entre os alunos que prestam universidade publica par acumulo de ponto.

O enem é uma prova que visa testar seus conhecimentos, são quatro tipos alternativos de provas, uma branca, azul, amarela e rosa, mas todas com 63 questões de múltiplas escolhas, fora uma redação dissertativa argumentativa com três temas diferentes mas baseados num mesmo tópico.

O enem será realizado no mês de agosto, começará a ser aplicado as 13h, com permanência mínima de 14hrs, após as 17hrs você poderá sair com sua prova para futuras consultas, a nota oficial chega na sua casa no mês de novembro.

Para se inscrever no enem tem duas maneiras, uma é que você espera as fichas chegarem até a sua instituição de ensino e a outra é que você faça pela internet atravês do site http://www.enem.inep.gov.br